A Acreditação dos Cursos de Medicina Veterinária surgiu da necessidade de melhorar os padrões de qualidade da educação com ênfase em cenários de aprendizagem, visando a formação de profissionais mais capacitados para atender as demandas sociais. Ela representa o reconhecimento formal da competência de programas de ensino de Medicina Veterinária de uma determinada instituição, para realizar as tarefas de educação, treinamento e avaliação dos estudantes, segundo requisitos de excelência pré-estabelecidos.

O processo é voluntário; e não substitui o reconhecimento já realizado pelo Ministério da Educação (MEC).

A Resolução CFMV 1154/2017 que cria o Sistema Nacional de Acreditação de Cursos de Graduação em Medicina Veterinária foi publicada no Diário Oficial da União no dia 5 de junho de 2017.

Por meio de avaliações in loco, representantes do CFMV se certificam de que os cursos seguem padrões adequados de ensino. Os critérios a serem empregados pelo CFMV são específicos para a avaliação e possuem consenso mundial, como da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e de outros órgãos acreditadores norte-americanos e europeus.

Após avaliação realizada pela Comissão Nacional de Educação da Medicina Veterinária do CFMV e relatório aprovado pela Plenária do Conselho Federal, a instituição que comprovar padrões de qualidade do ensino poderá receber duas categorias de selos:

acred

• “Acreditado”, com validade de 3 anos, o curso que obtiver conceito máximo, em pelo menos 80% dos indicadores, não sendo admitido conceito 1 em nenhum dos indicadores.

 

 

captura-de-tela-2017-06-05-as-17-05-58• “Acreditado com Excelência”, com validade de 5 anos, o curso que obtiver conceito máximo, em pelo menos 90% dos indicadores, não sendo admitido conceito 1 em nenhum dos indicadores. Os indicadores constam no Instrumento de Avaliação.

O selo de Acreditação emitido pelo CFMV serve como referência para gestores educacionais, docentes, a sociedade em geral e sobretudo, estudantes que buscam cursos com qualidade comprovada. O selo de Acreditação é também um estímulo para o aperfeiçoamento dos programas de ensino da Medicina Veterinária no Brasil, favorecendo a cultura periódica de avaliação como indutor da qualidade, com foco na melhoria contínua das Instituições.