O novo selo de Acreditação dos Programas de Residência e Aprimoramento Profissional foi o destaque do segundo e último dia do V Seminário Nacional de Residência em Medicina Veterinária, realizado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), em São Paulo (SP), nos dias 22 e 23 de novembro. Coordenadores de curso, representantes de instituições de ensino superior, professores e estudantes que estavam presentes no evento conheceram em primeira mão, por meio da própria Comissão Nacional de Residência em Medicina Veterinária (CNRMV/CFMV), como vai funcionar o processo de inscrição, avaliação e aprovação dos programas de treinamento em serviço.

O processo é voluntário, e será realizado de acordo com o interesse das instituições de ensino superior. Os cursos poderão ser inscritos por meio de um sistema totalmente digital, que será disponibilizado na internet a partir do próximo ano. “A ideia é facilitar o acesso ao CFMV, o envio de informações e a anexação de documentos para que em uma segunda etapa esse processo seja habilitado”, explicou o integrante da CNRMV, Antonio José de Araújo Aguiar.

v-seminario-nacional-de-rmv_-antonio-jose-araujo-aguiar

Foto: Ascom/CFMV

 

Para obter o Selo de Acreditação, o Programa de Residência ou Aprimoramento Profissional em Medicina Veterinária deve atender aos critérios pré-estabelecidos nas resoluções CFMV nº 1094/2015 e nº 1076/2014. As normas exigem, entre outros critérios, que os programas sejam coordenados exclusivamente por médicos veterinários e que a instituição ofereça estrutura equipada e atualizada para garantir qualidade à execução das atividades específicas ao conteúdo programático de cada programa.

“O ponto de partida para a elaboração desse instrumento de avaliação foram os itens anteriormente avaliados no antigo processo de reconhecimento dos programas de residência”, contou Virgínia Bocorny Lunardi, da CNRMV. O processo de avaliação foi atualizado e adaptado para que pudesse ser pontuado em blocos, de forma que os programas possam ser apreciados de forma objetiva. “Haverá uma pontuação para cada item, e essa pontuação será calculada de forma automática pelo próprio instrumento de avaliação”, descreveu Virgínia.

v-seminario-nacional-de-rmv_virginia-boccorny-lunardi_3

Foto: Ascom/CFMV

A terceira etapa para a acreditação é a realização de uma visita de avaliação à instituição, na qual os representantes da CNRMV poderão verificar as condições dos programas de residência e produzir um relatório, que será submetido à deliberação da Plenária do CFMV. Caso seja determinado que o programa atende aos requisitos técnicos necessários, a decisão será publicada no Diário Oficial da União e o curso receberá um selo de qualidade com validade de quatro anos, que poderá ser renovado mediante uma nova avaliação.

 

Reconhecimento

O CFMV foi pioneiro em distinguir os programas de residência como uma modalidade diferenciada de pós-graduação em Medicina Veterinária. A iniciativa foi fundamental para que o Ministério da Educação (MEC) passasse a reconhecer os programas, o que levou a um crescimento acelerado do número de cursos de treinamento em serviço pelo país.

Entre esses cursos estavam os de aperfeiçoamento profissional, uma modalidade que segue o mesmo padrão das residências, mas com diretrizes diferenciadas para alguns critérios, como a carga horária e a bolsa de estudos mensal. O aprimoramento profissional surgiu da necessidade por mais opções de qualificação para os médicos veterinários recém-formados, ampliando o quadro de profissionais preparados para atuar com eficiência sob as exigências de um ambiente de trabalho dinâmico.

O novo cenário levou o Conselho a trabalhar na acreditação, um novo tipo processo de avaliação que contempla não somente os programas de residência nos moldes do MEC, mas também os de aperfeiçoamento profissional. “O interesse do Conselho é garantir que o profissional tenha uma melhor formação, e que, assim, um serviço melhor seja prestado à sociedade. Aí veio a proposta da acreditação, que é criar um selo de qualidade para os programas em funcionamento, o que interessa para o ponto de vista profissional”, ressaltou Fernando Leandro dos Santos, integrante da CNRMV.

v-seminario-nacional-de-rmv_fernando-leandro-dos-santos

Foto: Ascom/CFMV

 

 

Saiba mais

CFMV lança Acreditação dos Programas de Residência e Aprimoramento Profissional em Medicina Veterinária